Conhecido por todos como, Zé ou China. Nascido em Barra Mansa em 28/07/1960, completaria sessenta anos na terça dia 28 de julho próximo. Casado com Maria Aparecida da Costa Almeida, deixa uma filha Lúcia Martins, irmãos e netos. Ingressou no Movimento Escoteiro com 12 anos de idade em 1972 no Grupo Escoteiro Duque de Caxias no bairro Cotiara-BM onde residia na época. Participou de outros Grupos Escoteiros como o 22°Grupo Escoteiro São Judas Tadeu-VR, 100° Grupo Escoteiro David Livingstone-VR, 70° Grupo Escoteiro Nossa Senhora da Conceição-VR. É o fundador e Presidente do 58° Grupo Escoteiro Barra Mansa. Atuou com várias funções no Movimento Escoteiro, como: Coordenador Distrital, do Sul Fluminense, Assistente Distrital por inúmeras vezes, Radioamador Escoteiro-PU1PVC, Sub. Chefe de Grupo, Chefe de Tropa Escoteira no qual se destacava, Assistente de Tropa Sênior, Assistente de Alcateia, Mestre Pioneiro. Coordenou inúmeras eventos, campanhas e atividades. Teve uma expressiva atuação na comunidade de Volta Redonda e Barra Mansa ajudando entidades e associações de moradores. Era o Presidente da Conferência são Vicente de Pulo em Barra Mansa e Coordenador da ECAFO, vicentino muito atuante. Homem integro, de família, respeitador, alegre, simples, humilde, honesto, trabalhador, com 100% de sua vida totalmente dedicado ao Movimento Escoteiro pregando por onde passava a união de todos. Participou de vários cursos de Formação Escoteira, entre eles, a conquista da Insígnia de Dirigente Escoteiro. Foi homenageado e condecorado com a Medalha de Bons Serviços e a Medalha de Gratidão pelos serviços prestados. Recebeu o Título de Cidadão Volta-redondense, atuou inúmeras vezes como voluntário da Cruz Vermelha Brasileira. Coordenou centenas de reuniões, atividades e eventos escoteiros, participou de outras centenas de atividades organizadas a nível de Grupos Escoteiros, Distrital, Regional, Nacional e Mundial, sempre preocupado com a formação de crianças e adolescentes. Deixa um legado imensurável, uma grande história, uma herança de honra e bons exemplos para as vidas de muitos jovens e adultos. Um ícone na história do Escotismo do Sul Fluminense. O Escotismo do Sul Fluminense não será o mesmo sem a presença deste exemplar Chefe Escoteiro, Amigo e Irmão. O que ficará e a lembrança deste grande camarada. Sempre Alerta para Servir meu Amigo e Irmão Chefe José Carlos de Almeida. Que Deus o tenha, hoje, amanhã e sempre.

 

 

É com pesar que comunicamos o falecimento do Chefe Joevaldo Luiz, ou como era mais conhecido, ‘Chefe Luiz”. Que retornou ao Grande Acampamento no último dia 14/06/2020.
Joevaldo Luiz era Diretor de Métodos Educativos e Chefe da Tropa Sênior Kyrius do 133° Grupo de Escoteiros do Ar John Wesley e Pastor da Igreja Metodista Wesleyana, instituição apoiadora do Grupo Escoteiro.
Pessoa humilde, o “Chefe Luiz”, sempre foi muito ativo nas atividades e fazia o que mais gostava, estar com os jovens e ajudar o Movimento Escoteiro.
Foi membro juvenil porém se afastou, voltando como adulto para ajudar o 133° GEAr John Wesley.
Apaixonado pelo escotismo, jamais perdeu o seu espírito jovem.
Trabalhando incansavelmente sempre em prol da juventude e de sua evolução.

 

É com pesar que informamos que o Chefe Aldenir Lopes, conhecido no rádio como Alpa Luiz, retornou ao “Grande Acampamento” ontem,dia 19/05, na cidade de Niterói.
Aldenir era um jornalista experiente tendo passado pelos tradicionais jornais cariocas “Correio da Manhã” e “Última Hora”.
Alpa Luiz, como Aldenir era conhecido em rádio, trabalhou na “Rádio Roquete Pinto” , atual “94FM”, atuou em diversas funções tendo inclusive sido supervisor da emissora.
No Movimento Escoteiro passou pelo 11° G.E. RJ Siqueira Campos e 75° GEAr. RJ Baden – Powell.
Aldenir também teve grande atuação Regional onde foi da área de Relações Públicas da UEB da Guanabara nos anos 60 e 70.
Como Relações Públicas Regional, Aldenir fechou parceria com o “Correio da Manhã”, onde o jornal cobria e apoiava todas as atividades Escoteiras no Rio de Janeiro.
Aldenir implementou muitas atividades Escoteiras que marcaram a Região nas Décadas de 60 e 70, como o “Concurso de Canções Escoteiras”, um acampamento padrão montado na Cinelândia e uma grande exposição sobre o Escotismo durante a Semana Escoteira .

 

 

Retornou ao “Grande Acampamento” nesse dia 23 de Abril, o Chefe Luiz Paulo Carneiro Maia.

Nascido no Rio de Janeiro, Luiz Paulo foi Professor e Psicólogo. Ele ingressou no Escotismo como Lobinho em 1954 e foi Chefe de Grupo (o equivalente a Diretor-Presidente) do 1° G.E. RJ João Ribeiro dos Santos e do 76° G.E. RJ N.Sra. de Medianeira. O Chefe Luiz Paulo ministrou e participou dos mais diversos Cursos Escoteiros e foi um membro atuante no Escotismo, tanto no Brasil como no exterior. Destacou-se também como na formação de adultos, sendo responsável pelos primeiros cursos avançados na Região.

Credita-se ao chefe Luiz Paulo a iniciativa da primeira experiência de Coeducação no Escotismo Brasileiro, quando era Comissário Nacional de Programa da UEB em 1978. Devido ao seu grande Valor, a União dos Escoteiros do Brasil o outorgou a maior condecoração Escoteira, o Tapir de Prata, no ano de 2005.

 

 

 

O Escotista Carlos Alberto Nunes de Carvalho retornou ao Grande Acampamento.

O Escotista, do 45 RJ Grupo Escoteiro Major PM Manoel dos Santos Portugal, fez a promessa escoteira em 16/07/2016.  Entrou para o grupo com a sua esposa para levar seu filho como lobinho. Tornou-se Mestre Pioneiro junto com a esposa Janaína fazendo um trabalho brilhante e conseguindo para o 45 RJ GE a primeira Insígnia de B.P. a uma pioneira. Sempre ativo no grupo e na região, mesmo com a sua limitação pulmonar, chegou a ser diretor de métodos educativos no grupo. Foi um grande chefe escoteiro.

 

Escoteiros do Brasil - Educação e lazer para crianças e jovens